Wednesday, March 10, 2010

Planting potatoes / Plantar batatas


Although fictional, this work follows from the observation of one of the simplest and also more beautiful acts when done in a sustainable way: The work on the land. Here more specifically the planting of potatoes, a task that is not always well treated by those who do not practice - how many of us have never sent someone away saying "go dig potatoes!" - but that isn't accessible to anyone, because it requires its dose of wisdom beyond the obvious physical fitness. Tell me about it: How often have I had this dream of the "call of the earth" and then conclude that, although thanked by my deplorable physical condition and having a place to do it, maybe the brush makes less bubbles than the hoe, so for now will be better off by the idea and continue to dream... In short, a lot of talk and little action: I start to think I would make a great politician!
Embora imaginário, este trabalho resulta da observação de um dos actos mais simples e simultaneamente mais belos quando feito de forma sustentável: O trabalhar da terra. Aqui mais precisamente o plantar das batatas, tarefa que nem sempre é bem tratada por quem não a pratica - quantos de nós já não mandaram alguém embora dizendo “vai mas é cavar batatas!” - mas que não está ao alcance de qualquer um, pois requer a sua dose de sabedoria para além da óbvia aptidão física. Eu que o diga: Quantas vezes já não tive esse sonho do “chamamento da terra” para depois concluir que, embora o meu físico deplorável agradecesse e até tivesse onde o fazer, se calhar o pincel faz menos bolhas do que a enxada pelo que por agora será melhor ficar pela ideia e continuar a sonhar... Resumindo, muita conversa e pouca acção: Começo a achar que daria um excelente político!
Fabriano Artistico rough 7"x 5" - 140lb (18x12,5cm - 300g/m2) paper
Available: Click here / Disponível: Clique aqui

6 comments:

Villager said...

Uma actividade com a qual eu estou muito familiarizado desde criança. Muito bela pintura, que como sempre me transporta á minha infância.

Paulo J. Mendes said...

Fico contente por o meu trabalho lhe proporcionar essas recordações, amigo Villager :))

Arménia Baptista said...

Que bem que ficou, aquelas "valeirinhas" estão muito reais!!... E já plantou um bom bocado!!!...
Paulo, devia tentar,(só faz bem) eu plantei -no jardim - uma só carreirinha de cebolo e umas penquinhas...e
não fiz bolhas!!! :))

Paulo J. Mendes said...

Bem gostaria... Ainda acredito que um dia o farei; As bolhas são coisa menor em comparação com a "bolha" em que me vou transformando por não o fazer :))

智恵 said...

This is exactly Sr. Juaquim!!

I can see his jacket is hanging
throught the window.
(Maybe there are snails!!)

C

Paulo J. Mendes said...

Oh yes, you can clearly see where my inspiration came from :)))