Tuesday, November 23, 2010

Uma casa de quinta / A farm house


Estava convencido de que este trabalho ia ser rápido e simples de se fazer, era aquilo que me prometia o esboço no momento da escolha... Pois sim, devias ir para governante, esboço malandro que me enganaste! Não é que o trabalho final não tenha sido agradável e divertido, mas não foi simples nem rápido porque tinha muitas “coisas fininhas”. Mas acabado que está, eis que aqui temos uma casa de quinta que poderíamos situar num baixo Minho imaginário, provavelmente não longe do litoral, ou até um pouco mais abaixo, aqui pelas terras da Maia cujo horizonte quase alcanço da minha janela.
I was convinced that this work would be quick and simple to paint, something that was promised by its sketch at the moment of choice... Well yes, you naughty sketch, so deceiving that you should be in the government! Not that the final work hasn't been enjoyable and amusing, but it was not simple or quick, because it had many "thin things". But now it's finished, behold, here we have a farm house that could be located in an imaginary lower Minho, probably not far from the coast, or even a little below, arount the Maia lands, whose horizons I almost reach from my window.
Papel Fabriano Artistico cold pressed 18x12,5cm - 300g/m2 (7"x 5" – 140lb)
Disponível: Clique aqui / Available: Click here

12 comments:

Lefrontier said...

O resultado final valeu bem a pena o trabalho acrescido!
As coisas "fininhas" também me causam dores de cabeça - tanto, que estou seriamente tentado a "descer" abaixo do número zero, apesar de um principiozito de miopia :)))

Paulo J. Mendes said...

Como o entendo, Eduardo... O curioso é que, depois de jurar a pés juntos que não me volto a meter noutra, eis que o "zero" volta ao serviço mais depressa do que esperava :)))

Rafael Carvalho said...

Lindo!
A poda na ramada já está feita. Aproveite-se as nesgas de sol para outras tarefas.
Cumprimentos.

Paulo J. Mendes said...

Chegou aquela altura do ano em que nas aguarelas, tal como na paisagem, as viçosas ramadas dão o lugar à bela complexidade das vinhas sem folhas :)))

Claudia Spencer Finn said...

Bravo for the painting! and Happy Thanksgiving!!

Paulo J. Mendes said...

Thank you, Claudia! Happy Thanksgiving too :)))

Villager said...

Outra cena "Rockwellesca" ou "Gameiresca" para inventar novos termos.
Mais uma vez...tudo no seu lugar certo, e nada fora do lugar.

Paulo J. Mendes said...

Lá está o Villager a inquietar as almas desses grandes mestres :)))
Um abraço!

SKIZO said...

Excellente
Work
Tank you for sharing

Paulo J. Mendes said...

My pleasure, Skizo.
Um abraço - Hugs :)))

Luís Bonito said...

Parabéns por mais esta maravilhosa aguarela.
Ainda há quem vá conseguindo manter o bom aspecto destes casarões!

Paulo J. Mendes said...

Obrigado, Luís. Tenho visto muitos em ruínas ou descaracterizados, mas este escapou à voragem :)))