Friday, November 12, 2010

Um moinho / A mill


Há já algum tempo que o meu lápis rabiscava furiosamente sucessivos papéis em busca do esboço que me permitisse, na subsequente passagem para a cor, reunir na mesma imagem os tons do Outono, a beleza sem par dos lugares à beira-rio, e a serenidade dos últimos instantes do dia. O resultado mais conseguido, e que no meu imaginário pessoal leva o carimbo de “idílico”, foi este agradável recanto onde sobressai o moinho situado junto às “poldras”, que como se sabe são aquelas pedras espaçadas que permitem aos mais ágeis a saltitante travessia do rio, e que podemos ver a montante do açude.
For some time now that my pencil was scribbling furiously in successive papers, in search of the sketch that would allow me, in the subsequent transition to color, gather in the same image the tones of autumn, the unmatched beauty of riverside places, and the serenity of the last moments of the day. The most accomplished result, taking the stamp of "idyllic" in my personal imaginarium, was this pleasant corner where a mill stands next to the "poldras”, the name given to the stepping stones that allow the most agile to cross the river, and that we can see just after the weir.
Papel Fabriano Artistico cold pressed 18x12,5cm - 300g/m2 (7"x 5" – 140lb)
Disponível: Clique aqui / Available: Click here
estadevelho@gmail.com

6 comments:

Villager said...

Idilico de verdade. Tudo no seu lugar. Bom fim de semana.

Paulo J. Mendes said...

Obrigado, Villager :)) Um bom fim-de-semana também!

Lefrontier said...

...A tal luz "especial". Gosto muito da imensidade de tons outonais que conseguiu nas árvores...

Eduardo

Paulo J. Mendes said...

Fi-lo despreocupadamente, e resultou muito bem. No seu todo, este foi um trabalho muito agradável e divertido de executar :))

Luís Bonito said...

Maravilhoso lugar!
Se bem imaginado ainda melhor pintado.
Gostei muito da riqueza dos tons de Outono.
E aprendi o que são "poldras" (de pedra, claro, pois as outras, éguas de pouca idade, já sabia :-)

Paulo J. Mendes said...

Obrigado, Luís. De facto, se fizer uma pesquisa por imagens no Google, praticamente só lhe aparecerão poldras de quatro patas :))))