Wednesday, March 25, 2015

Azenha no Cávado / A mill in the Cávado


Uma escapadela dos ambientes urbanos para vir sentar-me neste recanto da margem do rio Cávado junto a uma bucólica cena que conheço desde criança. Nesse tempo cheguei a vir para aqui brincar, e já então esta azenha se encontrava em ruínas. Desta vez voltei para brincar aos desenhos.
Aproveitei para praticar um pouco mais os contornos a lápis, pois achei que esta simples cena se prestava bem a isso. Essa simplicidade é, contudo, mais aparente do que real, uma vez que o arvoredo e sobretudo a água, com todos os seus efeitos, são sempre motivos complexos para o desenhador-observador-principiante. Enfim, lá me desenrasquei como pude, tentando simplificar o mais possível.
Mas tanta informação para “processar” só poderia dar azo a que alguma coisa ficasse esquecida, e neste caso foi o reflexo na água de um dos troncos da mimosa. Após o regresso ainda estive para corrigir a falha, mas iria retirar ao desenho alguma genuinidade. Fica como está.
An escape from the urban environments to come and seat in this corner at the Cávado bank near a bucolic scene I know since child. I actually used to come here to play, and this old watermill was then already in ruins. This time I returned to play sketching. 
It was a chance to practice a bit more of pencil outlines, as I thought this simple scene would lend itself to it. Its simplicity is nevertheless more apparent than real, since trees and especially water with, all its effects, are always complex subjects for a sketcher-observer-beginner. But I managed as I could, trying to simplify as much as possible. 
However, such amount of information to “process” couldn't but end with something being forgotten, in this case the water reflection of one of the acacia trunks. I was almost thinking to correct it after coming back, but that would take away some genuineness from the sketch. It will stay as it is.

3 comments:

manu' said...

É um lugar agradável , a usina está em uma ilha? Ciao ;-)

Paulo J. Mendes said...

Ciao, Manu'. Sim, está no meio do rio e tem acesso por uma passagem estreita onde se vê a árvore.

manu' said...

um lugar perfeito para as aventuras de crianças!ciao!