Sunday, February 1, 2015

Em Braga, fugindo à chuva / Escaping the rain in Braga


Num daqueles dias meteorologicamente apocalípticos que chuva e frio tornam impossível de permanecer na rua com um caderno na mão, procurei refúgio num dos emblemáticos cafés do centro da cidade para me reconfortar com uma beberagem quente, enquanto fazia um esboço rápido do exterior; Um ângulo interessante pelo posicionamento dos edifícios e profusão de elementos na rua: Árvore, candeeiro, suporte de bicicletas, as iluminações de Natal permanecendo muito para lá deste, e, claro, os apressados transeuntes tão fustigados como eu em breve voltaria a estar. Em quinze minutos saiu-me esta coisa meio confusa, mas de que gosto nem sei bem porquê.
In one of those meteorologically apocalyptic days in which rain and wind make impossible to stand outdoors with a sketchbook, I sheltered myself in one of the best known downtown cafes for a hot beverage and a bit of comfort, while making a quick sketch of the outside; The angle was interesting due to the building's positions and the abundance of objects in the street: Tree, lamp, bike rack, the illuminations still in place far beyond Christmas and, of course, the hasty pedestrians, as battered as I was soon to be. In fifteen minutes this sort of mess came out, but I like it for some reason.

Largo dos Penedos, abrigado na arcada de um prédio noutro dia não menos castigador. Um local de passagem diária que pretendo um dia voltar a desenhar. Por detrás do automóvel, um posto de venda de títulos de transporte e, por detrás deste, um edifício arquitectonicamente interessante que este desenho mais faz parecer um vulgaríssimo mamarracho de cimento. O meu jeito para desenhar carros, proporcional ao interesse que me suscitam enquanto motivo, fica bem patente neste esboço de vinte e cinco minutos.
Que diferença em relação ao ambiente muito mais controlado da confortável mesa de trabalho...  Desenhar ao vivo é aprender tudo de novo, mas é muito bom!
Penedos square, under a building arcade in another day not less punishing. A place of daily passage I intend to sketch again one day. Behind the car, a bus ticket booth, and behind it an architecturally interesting building that this drawing makes seem more like any other ordinary concrete box. My ability to draw cars, in proportion to the interest I have for them as drawing subjects, is clearly stated in this twenty-five minute sketch.
What a difference from the much mre controlled environment of the comfortable working table... Drawing from life is learning all over again, but it's damn good!

6 comments:

Filipe Almeida said...

Paulo, estou a gostar de ver esse crescente entusiasmo pelo desenho no local.
As suas palavras em relação ao que sente no processo vão-me trazendo algumas recordações.
Bons desenhos.

Paulo J. Mendes said...

Obrigado, Filipe. É todo um universo de coisas novas para explorar, tanto a nível dos motivos, como das técnicas e materiais. Já dificilmente passo sem este pedaço do dia.
Um abraço e bons traços!!!

AK said...

You call this a mess!!! This is just awesome. Lets see more of this mess!

Paulo J. Mendes said...

I'm enjoying being messy :)))
More to come in the future!

Miú said...

Esta lindíssimo, tão pessoal.

Paulo J. Mendes said...

Obrigado, Miú :)))