Monday, June 14, 2010

A quiet corner / Um recanto sossegado


Must be the age. More and more I appreciate all these elements that, together, contribute to form what may be called a "quiet corner". Where may be possible for a person to sit on a stone bench like the one near which the mother cat warns the little ones to the street dangers, and enjoy whatever is to be enjoyed at the moment: The distant voices between two notes of the singing river, the freshness of the vine, the colorful floral notes, the facades that do not harm... Anyway, just by imagining and putting on paper this whole scene, already I feel my heart beating more slowly.
Deve ser da idade. Cada vez mais aprecio todos esses elementos que, em conjunto, contribuem para formar aquilo a que se pode designar um “recanto sossegado”. Onde seja possível uma pessoa sentar-se num banco de pedra como aquele perto do qual a mãe gata adverte os pequenotes para os perigos da rua, e desfrutar do que houver a desfrutar no momento: As vozes distantes entre duas notas do cantar do rio, a frescura da vinha, os coloridos apontamentos florais, as fachadas que não agridem... Enfim, só de imaginar e passar para o papel toda esta cena já sinto o coração a bater mais devagar.
Fabriano Artistico rough 7"x 5" - 140lb (18x12,5cm - 300g/m2) paper
Sold / Vendido

4 comments:

Rob Carey said...

I like not only the image of restfulness, but your words as well. Beautiful work.

Paulo J. Mendes said...

Thank you, Rob :))

Luís Bonito said...

Mais uma história completa e bem contada por uma excelente aguarela!
Tanto detalhe e esmero nessas sombras :-)
Parabéns e um grande abraço

Paulo J. Mendes said...

Eu estou realmente muito contente com esta: Saiu praticamente 100% tal qual a tinha imaginado, o que nem sempre acontece :))
Um abraço!