Friday, February 26, 2010

A simple gray house / Uma simples casa cinzenta


This work might almost be considered "minimalist" when compared to those that normally appear here, since doesn't abound the usual profusion of details transformed into an irresistible impulse by the fear of vaccum of the one who paints them... We shall consider it a kind of "purge", and maybe a direction to take once in a while, if it is meant to be. The scene could take place in any quiet street of any town in northern or even central Portugal, with the difference that in many cases the elegant protagonist might have already disappeared to make way for one of those uncharacteristic concrete boxes that from the 70's on brought ugliness to so many locations. And while the gray doesn't go so bad in the facade of the image, the same cannot be said for many of those heavy successors.
Este trabalho quase se poderia considerar “minimalista” quando comparado com aqueles que normalmente aqui aparecem, uma vez que não abunda a habitual profusão de detalhes e detalhezinhos que uma espécie de horror ao vazio da parte de quem os pinta transforma num impulso irresistível... Consideremo-lo uma espécie de “purga”, e quem sabe uma direcção a tomar uma vez por outra, se assim estiver destinado a acontecer. A cena poderia ter lugar em qualquer pacata rua de uma qualquer vila do norte ou mesmo centro do País, com a diferença de que em muitos casos a elegante protagonista poderia ter já desaparecido para dar lugar a um dos incaracterísticos caixotes de cimento que pelos anos 70 em diante trouxeram a fealdade a tantas localidades. E se o cinzento enquanto tonalidade até nem vai mal na fachada da imagem, não se poderá dizer o mesmo em relação a muitos desses pesados sucessores.
Fabriano Artistico rough 7"x 5" - 140lb (18x12,5cm - 300g/m2) paper
Available: click here / Disponível: Clique aqui

6 comments:

sonia a. mascaro said...

Very nice paiting, Paulo!

Paulo J. Mendes said...

Thank you; Obrigado, Sonia.
É um prazer vê-la por aqui :)))

Rob Carey said...

Yes, I like it very much, even better than I imagined.

Paulo J. Mendes said...

Happy you liked, Rob :))

Luís Bonito said...

Não abundam os detalhes?
E o pavimento não conta?
Parabéns Paulo! É um excelente trabalho.
Abraço

Paulo J. Mendes said...

Tenho que concordar, até porque dá o seu trabalho...
Um abraço!