Sunday, August 2, 2015

A ponte, o rio, a lenda / The bridge, the river, the legend


Belíssima manhã em Ponte de Lima, um recanto de vistas amplas, tempo livre e a disposição ideal: Condições reunidas para aquela que seria a minha primeira experiência de desenho em página dupla.
O trabalho foi divertido e agradável, e o resultado pode dizer-se satisfatório. Tenho pena, contudo,  que a minha inexperiência de composição em páginas duplas, aliada aos meus fracos dotes de digitalizador, tenham feito com que o elemento central, a estátua equestre do general romano Decimus Junius Brutus, quase desaparecesse por entre as “placas tectónicas” do caderno...
Gorgeous morning at Ponte de Lima, a corner with wide views, free time and the ideal mood: Conditions fullfilled for my very first experience on a double page sketch. 
The work was pleasantly fun and the result can be said satisfactory. I feel sorry, however, that my unexperience in double page compositions, as well as my lousy scanning skills caused the central element, the equestrian statue of the Roman general Decimus Junius Brutus, to almost disappear between the sketchbook's “tectonic plates”... 

Aqui está, por isso, uma vista mais em pormenor do general que atravessou o rio para chamar pelos nomes, um por um, todos os seus aterrorizados legionários na margem oposta, para lhes provar que não estavam perante o Lethes, o mítico rio do esquecimento. Não há turista que não se queira fazer fotografar diante desta estátua, de preferência empoleirado numa das patas dianteiras do imperturbável equídeo, conforme atesta este trio vindo do Brasil.
Here it is then, a more detailed view of the general that crossed the river to call by their names, one by one, all his terrified legionaires in the opposite bank, in order to proof them that they weren't standing before the Lethes, the mytical river of oblivion. There is no tourist that doesn't want to be pictured in front of this statue, preferably perched in one of the unflappable equine's forelegs, as confirmed by this trio from Brazil.

2 comments:

Filipe Almeida said...

Bem bonito. Gosto muito destas vistas amplas. Sei que já visitei Ponte de Lima mas foi há tanto tempo que não me lembro de nada. A memória faz-nos destas coisas.

Já há alguns anos que desenho em duplas páginas e de vez em quando ainda sou traído pelas "placas tectónicas". Nada de preocupante, faz parte da actividade.

Paulo J. Mendes said...

Eu também gosto, e só não tem acontecido mais vezes porque nem sempre o tempo disponível assim o permite. Ainda assim, já fiz mais uma ou duas, a publicar em breve, num caderno ligeiramente mais pequeno onde resultam melhor.
Um abraço e bons desenhos!