Friday, January 16, 2015

Desenhando por Braga / Sketching around in Braga


Não sendo o lugar onde vivo, é em Braga que passo a maior parte do meu tempo, sendo por isso a cidade a que cada vez mais chamo a “minha”, naquilo que não é mais do que o natural estreitar de uma ligação que já vem de longe, pois sempre aqui tive fortes laços familiares.
Not being the place where I live, it is in Braga that I spend most of my time. For that reason, it is the city I increasingly call “home”, something that isn't more than a natural strengthening of an old connection, since I always had strong family ties there.
Sempre que posso, não dispenso um pequeno passeio após o almoço pelas ruas sempre animadas do seu centro, onde nunca faltam coisas de interesse para ver. Mais recentemente, tenho aproveitado esse pedacinho do dia para praticar o desenho de observação.
Whenever it's possible, I never dispense a short after-lunch walk by its lively downtown streets, where there is never lack of interesting things to see. More recently, I've been taking this little piece of day to practice observation sketching. 

Sendo pouco o tempo de que disponho, tento optimizá-lo de forma a tornar o trabalho rápido e ágil, reduzindo os materiais ao estritamente necessário: Um caderno formato A5, uma caneta de tinta não indelével, um par de lápis de cor aguareláveis e um pincel de água. De pé, sentado, num café ou até mesmo dentro do carro, procuro trabalhar com rapidez e sem pensar muito, não demorando mais do que quinze a vinte minutos por tentativa.
Being short of time, I try to optimize it for a fast and agile work, reducing my sketching tools to a minimum: An A5 sketchbook, a non-waterproof pen, a pair of colored watercolor pencils and a waterbrush. Standing, seated, in a cafe or even inside my car, I try to work fast and not thinking too much, not taking longer than fifteen to twenty minutes in each attempt.
O resultado é para mim algo estranho, um traço completamente diferente daquele que costumo ter e no qual não me reconheço de todo, mas que me diverte mais do que aborrece. Com o tempo, a prática, e outros materiais a experimentar no futuro, espero aperfeiçoar esta nova variante dos meus trabalhos habituais, complementando assim as paisagens imaginárias para as quais nem todos os dias existem ideias ou inspiração.
The result is for me quite strange, a style completely different from my usual works and in which I don't recognise myself, but that I find more amusing than annoying. Time and practice, as well as new tools to try in the future, will expectably improve this new variant from my usual work, another complement of the imaginary landscapes, for which not every day there are ideas or inspiration.

5 comments:

manu' said...

Eu gosto destes esboços, interessante ver você com diferentes paisagens!

Paulo J. Mendes said...

Tem sido uma boa experiência, e estou a aprender muito com ela :))
Um bom fim-de-semana!!

manu' said...

obrigada,você também!

Katherine Thomas said...

I really like this style! You conveyed such a strong mood and atmosphere here.

Paulo J. Mendes said...

Thank you, dear Katherine. Each day I feel more happy and excited with this new path to explore :))